Vencedores da 23.ª edição dos Troféus Luso-Franceses 2016

A 23.ª edição dos Troféus Luso-Franceses 2016, organizados pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa, teve mais 15% de inscritos face à anterior, tendo sido a seleção dos nomeados realizada por um júri independente, composto por representantes do AICEP, IAPMEI, Conselheiros do Comércio Exterior, empresários, patrocinadores e parceiros do evento. A 20 de Outubro de 2016, no jantar de gala para a entrega dos prémios, recebemos o Troféu de Inovação dos prémios “Troféus Luso-Franceses 2016”.

Xhockware entre os 8 finalistas do do Startup Challenge – Journey to the Web Summit

The eight finalists of the Startup Challenge stood out for their business vision, pertinence of the problem they want to solve and the quality of the team. This afternoon, they will have the opportunity to make their pitch, a challenge that will lead to the consecration of the winner.

Leia o artigo completo em:

Observador – Web Summit

Joao Rodrigues | Xhockware: “o fenómeno startup é hoje melhor aceite pela sociedade”

A Xhockware é uma empresa focada no desenvolvimento de soluções inovadoras para o retalho com o objetivo de melhorar a experiência de compra. A aplicação YouBeep é o seu produto estrela. Como te chamas e o que fazias antes de seres empreendedor? Joao Rodrigues. Antes da Xhockware, já tinha criado uma empresa na área do retalho. Antes disso, era investigador num instituto de Engenharia – INESC Porto e docente universitário Como é que a tua startup vai mudar o mundo? Pretendemos ajudar os consumidores no seu processo de compra, poupando-lhes tempo, aumentando a sua comodidade, maximizando o seu benefícios com promoções personalizadas. Já pagas o teu salário? Sim. Quantas horas trabalhas por dia? Uma média de 10-12h por dia. O que deixaste de fazer para ser um empreendedor com sucesso? A dedicação de tempo a que uma empresa em fase inicial obriga tem impacto considerável na vida pessoal. A empresa obriga a abdicar de tempo pessoal que normalmente alocamos à família e aos amigos. O que passaste a fazer para ser um empreendedor de sucesso? Manter um estado constante de concentração nos vários aspectos que estão envolvidos na gestão de uma empresa. É difícil desligar da realidade da empresa. Ter uma startup está na moda ou o mundo está mesmo a mudar? Há claramente uma mudança. Há uns anos, fazer parte de uma startup era muitas vezes considerado irresponsabilidade: Porquê deixar uma carreira bem sucedida, estável, que pagava melhor, por uma realidade de risco, mal paga, e que obriga a uma dedicação extrema? Todos hoje conhecem realidades como Facebook, Uber, ou Farfetch, pelo que o fenómeno “startup” é hoje mais “trendy” e melhor aceite pela sociedade. Se fosses patrão de uma grande empresa, o que dizias a ti próprio para te convencer a trabalhar nessa empresa em vez de uma startup? “Temos cultura de startup, não de grande empresa” Qual é o teu ídolo dos negócios ou da tecnologia? Não tenho. Há com certeza bons exemplos, mas não destaco nenhum que considere “ídolo”. Acompanho regularmente o Guy Kawasaki. És vegan, fazes meditação ou apenas vês televisão e passeias o cão ao fim do dia? Nenhum dos anteriores. Divido o tempo disponível entre a familia e o descanso (físico e mental). Numa só frase, o que dirias – mesmo – num elevador para convencer alguém a investir na tua empresa? Temos um sistema patenteado que aumenta a satisfação dos clientes, reduz o custo operacional, aumenta vendas, e pode ser instalado em qualquer sistema caixa de supermercado em algumas horas, sem requerer qualquer integração ou requisitos de segurança. Está interessado? 🙂

 - 
Arabic
 - 
ar
Bengali
 - 
bn
German
 - 
de
English
 - 
en
French
 - 
fr
Hindi
 - 
hi
Indonesian
 - 
id
Portuguese
 - 
pt
Russian
 - 
ru
Spanish
 - 
es