YouBeep. Uma app para acabar com as filas de espera

Quando é que foi a última vez que se divertiu enquanto esperava para ser atendido? Se o leitor for como eu, a última coisa que vai querer enfrentar será aquela longa fila de espera que já se tornou numa imagem de marca das cadeias de retalho de todo o mundo…

Leia o artigo completo em:

telemoveis.com

YouBeep – alterando sua experiência de compra

A XHOCKWARE é uma empresa iniciante focada no desenvolvimento de soluções inovadoras de varejo, cujo objetivo é resolver as reclamações mais comuns sobre compras de supermercado / supermercado de maneira natural, aumentando a qualidade da experiência dos consumidores e permitindo que os varejistas economizem dinheiro…

Leia o artigo completo em:

The Tech Sense interview

YouBeep na iTech Show – Cebit 2015

A melhor maneira de economizar tempo e dinheiro no supermercado.

Leia o artigo completo em:

Entrevista – Youtube

CeBIT vai contar com 25 empresas portuguesas

A feira de Hannover está a ganhar um cariz cada vez mais empresarial e a perder a componente de consumo. As companhias portuguesas estão a aderir à mudança e a participação como expositoras cresceu de 15 em 2014 para 25 na edição deste ano. Assim, as empresas portuguesas que marcarão presença são: Aptoide, Aveicellular, B2CloudDEV, Beanywhere, BParts, C-Side, Famasete, FreedomGrow, Hook Biz, IncreaseTime, Inova, IT Peers, JScrambler, Liquid Data Inteligence, Maincapital, Muzzley, Partteam & Oemkiosks, Portugal Capital Ventures, Q-Better, Sdilab, Sensefinity, SkinEasy, Streambolico, Wizdee e Xhockware. A CeBIT decorrerá entre os dias 16 a 20 de março e contará com a participação de Edward Snowden através de teleconferência. O evento abordará tópicos como transformação digital e segurança, sendo que a China é o país parceiro desta edição.

Leia o artigo completo em:

Notícias Exame Informática

Bruxelas financia seis empresas portuguesas com 50 mil euros para promover inovação

Hoje foi divulgado, em Bruxelas, que 277 Pequenas e Médias Empresas (PME) dos 28 Estados-membros foram selecionadas para receberem, no total, 117 milhões de euros em bolsas para financiamento das suas atividades. Estas bolsas são concedidas ao abrigo do instrumento de apoio às PME que faz parte do programa Horizonte 2020, gerido politicamente pelo comissário português Carlos Moedas, que tem a seu cargo a pasta da Investigação, Ciência e Inovação na Comissão Europeia. Para financiar atividades de inovação e planos de negócio, Bruxelas selecionou 78 PME, de 18 países, para receberem o total de 108 milhões de euros. Não existe neste caso qualquer empresa portuguesa, sendo os países com mais empresas beneficiadas Espanha (12), Reino Unido e Holanda (10 cada um) e França (9). Já para estudos de viabilidade foram selecionadas 199 empresas de 25 países, envolvidas em 178 projetos, que irão receber no total nove milhões de euros. Por cada projeto, cada participante irá receber 50 mil euros para estudos de viabilidade. Entre os beneficiários, neste caso, estão seis empresas localizadas em Portugal: Bluecover Technologies (Portalegre), Stab Vida (Oeiras), UBQ — unidade Química (Funchal), Unbabel (Samora Correia), Xhockware (Porto), Ynvisible (Cartaxo)…

Leia o artigo completo em:

Notícias da RTP

5 startups portuguesas em destaque em 2015

No início deste ano, analisamos os principais países europeus e tentamos criar uma lista de 5 startups (cada país) para assistir em 2015. No caso de Portugal e de alguns outros países, tem sido muito difícil restringir essa lista, mas decidimos optar por apenas cinco startups portuguesas promissoras de diferentes setores. Todos eles entraram no mercado nos últimos dois anos e cada uma das startups listadas tem algo especial a acrescentar à economia de aplicativos / web em 2015.

Leia o artigo completo em:

Notícias EU Startups

Seis empresas portuguesas recebem bolsas para inovação

A Comissão Europeia vai atribuir bolsas de financiamento a Pequenas e Médias Empresas (PME), selecionadas entre os 28 Estados-membros, no âmbito do Programa Horizonte 2020. Seis empresas portuguesas vão receber 50 mil euros para estudos de viabilidade. As empresas nacionais Bluecover Technologies, Stab Vida, UBQ – unidade Química, Unbabel, Xhockware eYnvisible, estão entre as 119 empresas selecionadas para receber de financiamento comunitário para os seus projetos. A cada uma caberá 500 mil euros para estudos de viabilidade. No total, Bruxelas vai despender 117 milhões de euros para financiar as atividades de 277 empresas europeias. Outros 108 milhões de euros serão usados para promover a inovação e novos planos de negócio de 78 PME, de 18 Estados-membros. Programa Horizonte 2020 está orientado para o apoio financeiro à investigação e a inovação em PMES europeias. As bolsas são sempre concedidas mediante concurso e avaliação das propostas apresentadas. No âmbito do mesmo programa, Bruxelas anunciou uma iniciativa-piloto, a decorrer este ano, que doará 200 milhões de euros para promover a entrada de novas ideias no mercado. As propostas podem ser submetidas em três fases: até 29 de Abril, 1 de Setembro e 1 de Dezembro.

Leia o artigo completo em:

Notícias TVI24

Tecnologia portuguesa à conquista dos Estados Unidos da América

Xhockware, Displr, Followprice e WeTruck são as quatro startups portuguesas que começam esta quarta-feira um programa de aceleração de oito semanas na Carnegie Mellon University, ao abrigo do inRes. Ir às compras com o smartphone: fazer a lista dos elementos em falta, comprar e pagar. Como? Através do SmartShopping, um sistema de checkout desenvolvido pela Xhockware que promete efetuar o pagamento de um carrinho de compras completo em menos de um minuto. O produto assegura ao retalhista proteção contra o roubo e é compatível com as caixas dos retalhistas mundiais, independentemente da marca ou tecnologia. E é português. A Xhockware é uma das quatro equipas portuguesas que rumaram aos Estados Unidos da América (EUA) para acelerarem as tecnologias e os negócios que lançaram por cá. Durante as oito semanas em que vão estar em Pittsburgh e na Carnegie Mellon University (CMU), as startups Xhockware, Displr, Followprice e WeTruck vão aproveitar para desenvolver produtos e serviços, reforçar competências de gestão e liderança, gerir a propriedade intelectual, aumentar a rede de contactos de potenciais clientes, fornecedores, parceiros e mentores, entre outros aspetos relacionados com o negócio. O programa de oito semanas de imersão em solo norte-americano faz parte da edição de 2014 do inRes, uma iniciativa de aceleração de negócios na área das tecnologias de informação e comunicação (TIC), coordenada pelo programa Carnegie Mellon Portugal, cuja missão é colocar o país na vanguarda da inovação nesta área. Como? Apostando na investigação de ponta, na “excelência” na formação pós-graduada e numa ligação muito próxima com a indústria portuguesa…

Leia o artigo completo em:

Notícias do Observador

LaunchCMU Apresentará Inovações e Startups de Tecnologia de Carnegie Mellon Entrepreneurs

PITTSBURGH, capitalistas de risco e especialistas em investimentos se unirão à comunidade de empreendedorismo e tecnologia da Universidade Carnegie Mellon no LaunchCMU, uma vitrine para startups, pesquisas de ponta e inovações preparadas para impactar o mercado. A programação de eventos inclui uma demonstração de novos produtos e serviços e mostra palestras dos inovadores de empresas iniciantes de sucesso. O programa, retornando a Pittsburgh para sua quarta iteração, é liderado pelo Centro de Inovação e Empreendedorismo da CMU. As observações do congressista americano Mike Doyle (D-PA14th District) iniciarão os procedimentos, acompanhadas de observações do presidente da CMU, Subra Suresh, que destacarão a excelente cultura de empreendedorismo e pesquisa em todo o campus. Fundadores e líderes de empresas iniciantes em destaque, incluindo 4Moms, Blue Belt Technologies, Emma e Visantica, compartilharão informações sobre tecnologia e mercado. Eles serão acompanhados de comentários pelos estimados membros do corpo docente da CMU William “Red” Whittaker, professor de robótica da Fredkin University e presidente do spinoff da Astrobotic Technology da CMU e Howie Choset, professora de robótica e cofundadora da Medrobotics. A aplicação de tecnologias emergentes nos setores de assistência médica, manufatura, robótica, segurança pública, entretenimento e outros setores importantes do mercado será exibida por mais de duas dúzias de startups, incluindo: Algoritmia, Appbase Inc., BreatheWise, CDL Warrior, Collected, ComVibe, Digital Dream Labs, DISPLR, Emerald Therapeutics, Inc., Expii, FacioMetrics, Followprice, IAM Robotics, Tecnologias identificadas, Innovesca, Jetpack Workflow, LifeShel, Nebulus, NetBeez, PieceMaker´s, RistCall, Romeo fornece, Treatspace, WeTruck e XHOCKWARE .. .

Leia o artigo completo em:

Notícias de The Business Journals

Carnegie Mellon Portugal leva quatro equipes empreendedoras para os EUA para acelerar seus negócios

DISPLR, Followprice, WeTruck e Xhockware são as quatro startups selecionadas para fazer parte do inRes 2014, um programa de aceleração em estágio muito inicial para equipes empreendedoras que trabalham em Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), em Portugal, oferecidas pelo Programa Carnegie Mellon Portugal. O inRes fornecerá um período de treinamento em Portugal, seguido de um período de imersão estruturada de seis semanas em Pittsburgh, nos EUA, ancorado na Carnegie Mellon University (CMU). As quatro equipes empresariais foram escolhidas por meio de um processo de seleção competitiva, que incluiu uma entrevista pessoal com cada uma das 14 equipes que apresentaram uma inscrição. Após uma análise cuidadosa, o painel de avaliação selecionou quatro projetos sólidos que visam comercializar produtos e serviços na área de TIC. “As quatro equipes selecionadas apresentaram ideias de negócios focadas em soluções tecnológicas que podem ser competitivas e agregar valor às empresas e usuários finais”, afirmou João Claro, diretor nacional do Programa CMU Portugal. João Claro está confiante de que “o inRes ajudará a fortalecer e consolidar as habilidades de gerenciamento de equipes empreendedoras que lideram startups de base tecnológica, expondo-as a ambientes internacionais altamente competitivos”. Segundo o diretor nacional, esta iniciativa é “um passo natural para o Programa CMU Portugal”, que ajudou a criar 10 startups em sete anos de parceria entre universidades portuguesas e instituições de pesquisa, empresas e CMU …

Leia o artigo completo em:

Notícias da Universidade Carnegie Mellon

 - 
Arabic
 - 
ar
Bengali
 - 
bn
German
 - 
de
English
 - 
en
French
 - 
fr
Hindi
 - 
hi
Indonesian
 - 
id
Portuguese
 - 
pt
Russian
 - 
ru
Spanish
 - 
es